Carros de várias cores estacionados- Crédito: Freepik

Crédito: Freepik

A 99, plataforma de transporte urbano, anuncia que, a partir de quarta-feira, 23, vai pagar a motoristas que operam em sua rede um adicional R$ 0,10 por quilômetro a cada real de aumento da gasolina na bomba, toda vez que houver reajuste de combustível.

A medida visa a conter o impacto da escalada do preço da gasolina, que tem provocado uma evasão generalizada de motoristas que operam com aplicativos de transporte. A indexação, no entanto, não será repassada ao preço das corridas pagas pelos usuários do aplicativo, conforme frisou a empresa.

O adicional variável de combustível, como é chamado o benefício, será acrescentado à fórmula de pagamento tradicional, que atualmente considera uma tarifa básica de R$ 1,52, e parâmetros variáveis influenciados pelo tempo de corrida, R$ 0,13 por minuto, em média, e pela quilometragem rodada, R$ 1,18. Esses valores são uma média nacional e variam de cidade para cidade.

Os motoristas passarão a ganhar R$ 0,10 a mais por quilômetro a cada real de aumento da gasolina. A referência será a média de preços no estado em que o motorista atua, apurada pela Agência Nacional do Petróleo (ANP). O valor adicional será reajustado todo mês. O preço não precisará aumentar um real para haver rapasse, pois será proporcional, ou seja, caso o valor na bomba subir R$ 0,50, o motorista ganhará adicional de R$ 0,05 por quilômetro.

Todos os tipos de combustíveis

A indexação valerá em todas as 1,6 mil cidades em que a 99 opera. Como o preço de referência será março de 2021, os motoristas que operam em uma das 1,6 mil cidades em que a 99 está presente, passarão a ter um adicional a partir desta semana. O adicional será baseado no preço da gasolina, mas será pago mesmo que o motorista use outro combustível.

O aumento no preço de combustível, provocado pela invasão da Ucrânia pela Rússia, tem afetado as plataformas de transporte urbano, uma vez que a inflação impacta o lucro dos motoristas, que uma vez menos incentivados em aceitar a corrida, deixam os passageiros esperando sem previsão de chegada.

O Uber, concorrente da 99, anunciou este mês que irá destinar R$ 100 milhões a ações de compensação para a alta da gasolina, além de um reajuste de 6,5% do preço final para o passageiro.

(Com assessoria e agências de notícias)