Sílvia Scorsato, presidente da ABBC - Crédito: Divulgação

Sílvia Scorsato, presidente da ABBC – Crédito: Divulgação

A ABBC, associação brasileira dos bancos, foi premiada hoje com o selo Women on Board (WOB) concedido pela ONU Mulheres em reconhecimento ao seu trabalho alinhado aos anseios de sustentabilidade e da sociedade.

“Ter sido nomeada presidente da ABBC e poder receber este prêmio em seu nome é um marco não só na minha vida profissional como pessoal”, disse Sílvia Scorsato, presidente da ABBC.

A participação de mulheres nos Conselhos de Administração e Consultivos das empresas, segundo ela, promove a diversidade necessária para complementaridade das visões e pensamentos e, portanto, para a condução dos negócios de forma mais sustentável.

Estudo realizado pela McKinsey & Company, aponta que empresas com diversidade de gênero em suas equipes executivas costumam ser 21% mais propensas a ter rentabilidade acima da média.

O selo Women on Board (WOB) é uma iniciativa brasileira criada em 2019 e que se tornou referência mundial, por reconhecer instituições com pelo menos duas mulheres em postos de liderança em conselhos de administração ou consultivos em ambientes corporativos.

Pesquisa desenvolvida pela Teva Índices no Brasil e atualizada em 2021, mostra que apenas 14% dos assentos de Conselho de Administração são ocupados hoje por mulheres no país. A ABBC reúne atualmente em seu conselho cinco mulheres.