Ação do IRB Brasil recua forte após prejuízo em abril - Crédito: Freepik

Crédito: Freepick

O IRB Brasil, empresa privada de capital aberto, teve prejuízo de R$ 92,7 milhões em abril, maior do que a perda de R$ 48,9 milhões um ano antes, com aumento no índice de sinistralidade. O desempenho fazia as ações do maior ressegurador do Brasil, com 37% de market share, recuarem fortemente na bolsa paulista nesta quarta-feira, (22).

O IRB Brasil atua nas principais linhas de negócios de resseguros e é referência por sua solidez financeira e conhecimento técnico.

A despesa de sinistro do IRB Brasil em abril totalizou R$ 478 milhões, quase estável ano a ano, mas o índice de sinistralidade passou a 103,1%, de 84,3% um ano antes, em resultado afetado, segundo a empresa, principalmente pelo segmento de agronegócio.

O prêmio emitido somou R$ 552,8 milhões em abril, queda de 29,7% na frente ao mesmo período do ano anterior. O declínio na operação Brasil foi de 7,2%, para R$ 338,5 milhões, e no exterior foi de 49,1%, para R$ 214,4 milhões.

Nos primeiros quatro meses do ano, o IRB Brasil acumulou prejuízo de R$ 12,2 milhões, ante lucro líquido de R$ 1,9 milhão no mesmo período do ano passado, segundo os dados divulgados pela resseguradora na noite de terça-feira.

“Nos preocupamos que os contínuos resultados negativos mensais do IRB Brasil estejam gradualmente levando a mais problemas de capital, o que pode levar à necessidade de outro aumento de capital pela empresa”, afirmaram analistas do Citi.

Por volta de 12:10, as ações caíam 6,71%, a R$ 2,64, no pior desempenho do Ibovespa, que cedia 0,17%. Na mínima até o momento, os papéis foram negociados a R$ 2,60. Em 2022, acumulam queda de 34,33%.

(Com Reuters)