Entrada da B3, em São Paulo - Crédito: Divulgação

Crédito: Divulgação

Com o objetivo de aumentar o número de pessoas com deficiência que atuam nas áreas de tecnologia, a B3, em parceria com a Gama Academy, escola que forma profissionais para o mercado digital, vai selecionar e treinar 40 pessoas com deficiência (PCD) em Back-end Java.

Para concorrer a uma vaga, é necessário se inscrever e anexar o laudo médico que descreva a deficiência, ser formado ou estar cursando o último ano da graduação (bacharel ou tecnólogo) em área exatas e/ou TI e ter conhecimento básico em linguagens de programação. As aulas são online e poderão receber interessados de todo o Brasil.

“Dez das 40 pessoas treinadas poderão ser contratadas para trabalhar na bolsa. Mais de 40% do time B3 atua em áreas ligadas a tecnologia e, portanto, é extremamente relevante para nós capacitar cada vez mais pessoas nessa área”, afirma Rebeca Andreosi, superintendente de Pessoas da B3.

Para concorrer às vagas de trabalho na B3 é importante que o candidato resida na região metropolitana das cidades de São Paulo ou Campinas.

Além do conteúdo multidisciplinar, os selecionados também terão capacitação técnica e comportamental, conhecidas como Soft Skills. “As empresas hoje buscam por profissionais cada vez mais qualificados não só no conhecimento teórico, mas também nas habilidades comportamentais essenciais, como proatividade, trabalho em equipe e empatia. Habilidades que parecem menos óbvias, mas decisivas em processos seletivos”, afirma Guilherme Junqueira, CEO da Gama Academy.

As aulas acontecem entre os dias 25/10 e 26/11. As inscrições vão até o dia 17/10 e podem ser feitas pelo site https://b3tech.corporate.gama.academy/, onde também estão disponíveis outras informações sobre o programa.

(com assessoria)