Logomarca da B3 com placar do movimento de ações

Crédito: Divulgação

Integrantes do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) invadiram por uma hora a sede da B3, sede da Bolsa de Valores brasileira, em São Paulo. O movimento social assumiu a manifestação em rede social e protesta contra desemprego, inflação e a miséria.

“Ocupamos a bolsa de valores de São Paulo, maior símbolo da especulação e da desigualdade social. Enquanto as empresas lucram, o povo passa fome e o trabalho é cada vez mais precário. Quem segura o Bolsonaro lá são os donos do Mercado! #TáTudoCaro #ACulpaÉdoBolsonaro”, postou o MTST no Twitter.

Coordenador do MTST, Guilherme Boulos (PSOL) também utilizou o Twitter para dizer que a manifestação é contra o desemprego e a desigualdade.

De acordo com os manifestantes, o local do ato foi escolhido porque as ações das grandes empresas estavam em alta até meados deste ano, e o Produto Interno Bruto (PIB) do país cresceu, mas a expansão foi desigual e deixou de fora especialmente a classe de renda mais baixa.

(com agências)