Bigtechs perdem US$ 1,4 tri em valor de mercado em abril-crédito-Freepik

Crédito: Freepik

As bigtechs Alphabet (Google), Amazon, Apple, Microsoft e Meta perderam juntas mais de US$ 1,37 trilhão em valor de mercado em abril, acompanhando a baixa de 13% da Nasdaq, a bolsa de valores americana focada em tecnologia, ao final do último mês.

A alta da inflação que tem impactado o Brasil e mercados internacionais, o conflito entre Rússia e Ucrânia e a crise de semicondutores foram considerados uns dos principais fatores que contribuíram para reduzir o apetite de investidores com o setor de tecnologia, disse  Pedro Waengertner, um dos sócios da aceleradora Ace Startups.

O cenário afetou, inclusive, o mercado de criptomoedas. O Bitcoin apresentou uma queda de 17,8% em seu valor também, em abril deste ano.

Na sua opinião, a Amazon teve a perda mais dramática entre as cinco gigantes de tecnologia, ao sofrer um baque de US$ 210 bilhões em valor de mercado em um único dia. Após anunciar um crescimento de receita em cerca de 7% em relação a igual período do ano passado, a empresa registrou queda de 14% em suas ações, representando uma perda de US$ 20 bilhões com a variação das ações.

As ações da Alphabet, holding do Google, também sofreram queda de cerca de 4,5% após o anunciar os resultados, já previstos por analistas de mercado.

A Microsoft foi uma das poucas Big Techs que conseguiu comemorar. “Além de apresentar resultados em linha do esperado pelo mercado, surpreendeu analistas com o desempenho de seu segmento de serviços na nuvem”, afirmou. Os números empolgaram investidores, fazendo com que as ações da empresa subissem 6% no dia em que os números foram divulgados.

As bigtechs cresceram demais nos últimos anos – em um ritmo acima dos dois dígitos anualmente. “Em algum momento, a desaceleração ocorreria. Cabe a nós acompanharmos quem vai tomar as melhores decisões e conduzir melhor seus respectivos negócios para o crescimento sustentável”, concluiu.