BNDES apoia 25 startups de impacto socioambiental

Foto: Fernando Frazão/ Agência Brasil

O programa BNDES Garagem selecionou 25 startups, de um grupo de 1.366 inscritas, que receberão apoio gratuito para alavancar seus negócios. A iniciativa do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), em parceria com o consórcio AWL (Artemisia, Wayra e Liga Ventures), visa contribuir para a criação e a aceleração de soluções de impacto social e ambiental.

Essas 25 selecionadas participarão do estágio de “tração”, destinado a empreendedores com um produto já criado, mas que buscam apoio para dar os próximos passos e crescer. Durante quatro meses, as startups selecionadas receberão apoio do BNDES, do Consórcio AWL e de parceiros do mercado, tanto para estimular seu crescimento, quanto para possíveis negócios e investimentos. Ao todo, 600 propostas se inscreveram para esta etapa.

Os 766 restantes se inscreveram para o estágio de criação, que apoiará até 20 negócios. Os selecionados receberão todo o suporte necessário para desenvolver o Produto Mínimo Viável (MVP), validar a solução no mercado, lançar a startup e conquistar os primeiros clientes. A divulgação dos selecionados para este estágio está prevista para outubro.

Para Bruno Laskowski, diretor de Participações, Mercado de Capitais e Crédito Indireto do BNDES, foram inscritos projetos de todas as regiões do Brasil, que trazem soluções para desafios sociais, ambientais e de produtividade, estimulando o ecossistema do empreendedorismo e transformando positivamente a vida dos brasileiros.

A seleção, segundo ele, levou em consideração a diversidade, desde a construção da chamada até a definição dos critérios de seleção, como forma de ampliar o acesso ao programa. “Cerca de 40% dos negócios são liderados por mulheres e 27% são negras, comenta ele”, disse. Além disso, destacou ainda a forte presença de govtechs, startups que têm como parte de seu modelo de negócio os governos como clientes.

 

(Com assessoria)