Trabalhador da construção civil observa a instalação de um telhado

Crédito: Freepik

O Brasil criou 309.114 mil empregos formais no mês de junho, conforme dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgado nesta quinta-feira, 29, pelo Ministério do Trabalho e Previdência. Segundo o Caged, a economia brasileira gerou 1,5 milhão de empregos com carteira assinada no primeiro semestre deste ano.

Foram 9.588.085 contratações e 8.051.368 demissões, gerando um saldo positivo de 1.536.717 empregos criados. No mesmo período do ano passado, o país havia fechado 1,19 milhão de vagas formais de trabalho.

Os 309.114 mil empregos formais criados em junho são resultado da diferença entre as contratações, que somaram 1.601.001, e as demissões, que totalizaram 1.291.887 no mês passado.

Os dados do Caged mostram também que os cinco setores da economia analisados criaram vagas em junho deste ano, bem como as cinco regiões brasileiras, que tiveram saldo positivo.

  • Serviços – 125.713 postos
  • Comércio – 72.877 postos
  • Indústria geral – 50.145 postos
  • Agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura – 8.005 postos
  • Construção – 22.460 postos
  • Sudeste – 160.377 postos
  • Nordeste – 48.994 postos
  • Sul – 42.270 postos
  • Centro-Oeste – 35.378 postos
  • Norte – 22.064 postos