O BV planeja financiar ou distribuir em mercado de capitais R$ 80 bilhões, até 2030, em negócios sustentáveis. O valor será direcionado para iniciativas no varejo e no atacado. Entre elas constam o financiamento de aquisição e a  instalação de energia renovável, veículos híbridos, saneamento básico, saúde e educação.
Com essa inciativa o banco garante que os princípios nas áreas ambiental, social e de governança (ESG) estejam presentes em sua estratégia. Além dos negócios sustentáveis, os compromissos do BV estão também baseados nos pilares de mudança climática e inclusão social.
“O setor financeiro precisa ser o grande motor da transformação para uma economia mais sustentável”, afirma Gabriel Ferreira, CEO do banco BV. O principal objetivo do BV no quesito clima é diminuir seu impacto ambiental, direto e indireto, por meio de duas frentes.
CO2
De acordo Ferreira, o banco tornou-se o primeiro das Américas a neutralizar 100% das emissões de CO2 do seu principal negócio, o financiamento de veículos, além de compensar 100% das emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) diretas, se tornando Carbon Free.

O BV, segundo ele, foi a primeira instituição financeira privada a emitir um Green Bond com certificação internacional. Recentemente participou da primeira emissão de debêntures classificadas como Sustainability Linked Bonds (SLB) da Allonda, empresa de engenharia focada em soluções sustentáveis. O banco também já oferece taxas promocionais para financiamento de carros elétricos e híbridos.

O banco também é precursor entre as instituições financeiras na inclusão de práticas ESG em suas demonstrações contábeis. E a remuneração variável de todos os executivos incluirá metas ESG a partir desse ano.