Controle de estoque pelo comportamento do consumidor

por | 2 maio 2022 | Branded Content, SAS

 

foto de igor melo, OneBeat

Solução reduz custos de operação, diz Igor Melo, da OneBeat

A retail tech OneBeat oferece o controle de estoque de uma loja com a IA analisando o comportamento do consumidor e vem utilizando algoritmos de aprendizagem em tempo real para otimizar a gestão de estoque, com redução de até 50% nos itens e garantia de 99% de disponibilidade de produtos nas lojas. A empresa é um spin-off do grupo israelense de consultoria Goldratt, fundado nos anos 1980 pelo físico Eliyahu Goldratt, criador da Teoria das Restrições (TOC – Theory of Constraints) e autor do livro “A meta”.

“Como experiência de mercado, a OneBeat tem 15 anos, mas, como empresa independente, em termos comerciais e de estrutura física, tem apenas seis anos, iniciados após o spin-off. A tecnologia contempla a cadeia de suprimentos como um todo, porém está focada no varejo e no last mile. O objetivo é conhecer o comportamento de compra do consumidor e todas as variáveis que são necessárias para tomar decisões de abastecimento, alocação de novos produtos em loja ou composição de mix de produtos, além das quantidades necessárias para atender àquela demanda”, explica Igor Melo Head da Onebeat no Brasil.

Em nível global, a OneBeat conta com mais de 140 clientes, que, em conjunto, respondem por cerca de 55 mil pontos de venda e gerenciam aproximadamente US$ 11 bilhões em estoques. Entre eles, está o megagrupo indiano Tata, que responde por cerca de 4% do PIB da Índia, além de grandes marcas do varejo nacional, como Riachuelo, Aramis, Grupo Soma, Vivara, Novo Mundo, Pague Menos, Calvin Klein e DiSantini.

Melo informa que, além da redução expressiva dos itens em estoque e disponibilidade praticamente total de produtos nas lojas, a solução promete redução de custos da operação e otimização das vendas. Tudo isso graças a uma tecnologia baseada em algoritmos de inteligência artificial, que faz a utilização massiva de dados (big data) para otimizar o fluxo de produtos no varejo e nos centros de distribuição.

A tecnologia da OneBeat integra-se aos sistemas estruturantes do cliente (como um ERP) para dar inteligência à gestão do varejo e contribui para reduzir os investimentos em estoques, melhorar a distribuição de itens de acordo com a demanda de mercado, reduzir faltas e rupturas, e potencializar as vendas.

Utilizando dados diários do varejo, ela é capaz de captar rapidamente as mudanças nas tendências de mercado e reorientar a produção, a aquisição e a distribuição de produtos para as lojas. A tecnologia OneBeat possibilita que os itens que estejam despertando maior interesse dos consumidores fiquem disponíveis na quantidade adequada para atender à demanda específica em cada localidade.

“Conectamos o ERP, trazemos toda a massa de dados do sistema, agregamos a parte de aprendizado necessária para tomar decisões e devolvemos a decisão para o gestor. Informamos quantos produtos enviar para a loja, qual a variedade, cores, números, o dia em que se deve enviar ou se é preciso liquidar porque o consumidor não está entendendo o preço, e o giro está pequeno. Temos clientes que atingiram 50% de redução nos estoques de lojas, além de haverem garantido até 99% de disponibilidade de produtos. Com isso, conseguiram ampliar o retorno sobre o capital investido em estoque (GMROI) em até três vezes”, garante Melo.

Ele observa que a tecnologia é preparada para atuar de ponta a ponta na cadeia de suprimentos, e clientes, como a Riachuelo, usam a solução para tomar decisões de compras – de suprimentos de matéria prima -, de produção e de distribuição até o ponto de venda. Inclusive boa parte de clientes no mundo é da indústria. No Brasil, alguns exemplos são Basf, Betânia, Itambé. Só que, no caso da indústria, a OneBeat atua em conjunto com a consultoria.

Já o varejista pode utilizar a solução de forma plug and play. Para Melo, no cenário atual do varejo, as lojas não podem se dar mais ao luxo de perder vendas pela falta ou pela inadequação de produtos nas prateleiras. Ele explica que a IA funciona entendendo o comportamento do consumidor, mas essa não é única informação levada em conta.

“Somos o único algoritmo que aprende em tempo real. Ao analisar o comportamento do consumidor, a IA pode entender que seu perfil exige um estoque maior de camisas, mas isso depende também da reatividade da cadeia, como o prazo de entrega na loja, e de fatores externos, como as condições do tempo. Ou seja, é preciso analisar o comportamento de toda a cadeia”, diz Melo.

Para o head da OneBeat no Brasil, a correta gestão de estoques, dos fluxos de mercadoria e a previsibilidade de demanda tornaram-se ainda mais críticos para o sucesso do varejo. 

A Aramis, empresa de vestuário masculino, utiliza a tecnologia OneBeat desde abril de 2021. Segundo Richard Stad, CEO da Aramis, a empresa está vendendo mais peças com um sortimento menor e teve uma melhoria de 60% no giro de estoque. “Conseguimos manter as margens de lucro e reduzir a necessidade de realizar liquidações. Além disso, vamos ter maior acurácia para desenvolver coleções mais assertivas”, complementa.

A OneBeat oferece a possibilidade de realizar uma PoC (prova de conceito) a fim de fazer uma simulação com os seus dados reais, para checar os resultados que a solução pode efetivamente trazer ao negócio. No processo, é possível conferir, com muita precisão, quais são os ganhos potenciais com o uso da tecnologia.

O sistema também é modular e expansível, e pode ser implantado em um número reduzido de lojas. Esse formato facilita o controle e os ajustes para a adequação da tecnologia aos desafios do projeto. Permite, ainda, que o cliente ganhe confiança antes de um roll-out pleno.

“Em setembro do ano passado, recebemos um aporte financeiro de investidores externos, o que nos deu um fôlego adicional para investimentos em novas tecnologias. Estamos desenvolvendo uma solução para conectar todas as nossas IAs, mas também outras plataformas, principalmente israelenses, para resolver outros problemas que não estão no nosso foco hoje, como o setor financeiro e cyber security. Tudo isso vai compor a nossa solução para oferecer um pacote mais completo. Também vamos usar IA para identificar tendências para os estilistas desenharem a próxima coleção”, anuncia Melo.