Criptomoedas atraem investidores de risco-Crédito-Freepik

Crédito: Freepik

As criptomoedas têm se tornado a maior aposta dos investidores de private equity, que estão buscando aplicativos e plataformas baseados em blockchain alimentados por criptomoedas nativas das economias virtuais do metaverso e da Web3.

No primeiro trimestre de 2022, o investimento global de capital de risco em projetos de criptomoedas foi da ordem de US$ 10 bilhões. Esse valor foi considerado a maior soma trimestral de todos os tempos, e mais que o dobro do nível alcançado no mesmo período de 2021, segundo dados do Pitchbook, empresa especializada em soluções SaaS que fornece dados, pesquisa e tecnologia. Esse mercado saiu de US$ 3,7 bilhões em 2019, chegando a US$ 28 bilhões no ano passado.

De acordo com especialistas, ainda há muito que ser investido em venture capital, uma vez que alguns desses protocolos passarão a ser a infraestrutura do futuro.

Os níveis de investimento em criptomoedas continuaram a crescer durante uma queda de cerca de 16% no preço do bitcoin este ano. A mania de criptomoedas de venture capital em 2022 também coincidiu com a queda de 21% do índice Nasdaq.

O número de negócios de M&A envolvendo empresas de criptomoedas está aumentando, à medida que o burburinho cresce em torno do metaverso e da utopia online descentralizada da Web3.

Foram 73 negócios fechados até agora, em 2022, o que representa um valor de US$ 8,8 bilhões, segundo a Dealogic, contra 51 negócios no valor de US$ 6,8 bilhões ao longo de 2021, segundo a Dealogic, plataforma de mercados financeiros que oferece conteúdo, análise e tecnologia integrados por meio de um serviço para empresas financeiras.

Em muitos casos, as empresas de tecnologia blockchain estão interessadas no valor da marca do apoio de players estabelecidos e no aumento da integração com o sistema financeiro.

Algumas empresas têm sido criativas na captação de dinheiro. A Polygon, plataforma para aplicativos na blockchain Ethereum, arrecadou US$ 450 milhões em fevereiro por meio de uma venda privada de sua criptomoeda para investidores, incluindo o Vision Fund 2 da SoftBank.

(Com  Reuters)