CVM absolve EY por auditoria na Via Varejo - Crédito: Freepik

Crédito: Freepik

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) julgou, hoje, 14, o processo administrativo sancionador (PAS) que julgava supostas irregularidades em trabalhos de auditoria das demonstrações financeiras da Via Varejo S.A.

O processo foi instaurado pela Superintendência de Normas Contábeis e de Auditoria (SNC) para apurar a responsabilidade de Ernst & Young Auditores Independentes S/S e seus sócios responsáveis técnicos Douglas Travaglia Lopes Ferreira e Drayton Teixeira de Melo, por supostas irregularidades nos trabalhos de auditoria das demonstrações financeiras da Via Varejo S.A. relativas ao exercício social de 2013.

Após analisar o caso, acompanhando o voto do Diretor Relator Alexandre Rangel, o Colegiado da CVM decidiu, por unanimidade, pela absolvição de Ernst & Young Auditores Independentes S/S, Douglas Travaglia Lopes Ferreira e Drayton Teixeira de Melo da acusação formulada.