livro aberto e martelo de juiz - Crédito: Freepik

Crédito: Freepik

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) condenou nesta quinta-feira, 23, o diretor de relações com investidores do Banco do Nordeste do Brasil (BNB), Antônio Jorge Pontes Guimarães Junior, a pagar multa de R$ 170 mil por não divulgar fato relevante ao mercado.

O processo administrativo sancionador (PAS) foi instaurado pela Superintendência de Relações com Empresas (SEP) para apurar a responsabilidade do diretor do BNB por suposta não divulgação de fato relevante sobre parceria comercial celebrada entre o Banco do Nordeste e a Icatu Seguros S.A., tendo por objeto o ramo de seguros do Banco.

Após analisar o caso e acompanhando o voto do presidente da autarquia, Marcelo Barbosa, relator do processo, o colegiado da CVM decidiu pela condenação de Antônio Jorge Pontes Guimarães Júnior à multa de R$ 170.000,00 pela acusação formulada.