Mão segura celular que mostra setas de gráfico - Crédito: Freepik

Crédito: Freepik

Depois de três semanas em queda, a previsão do mercado financeiro para o Produto Interno Bruto (PIB) de 2022 é de crescimento de 0,29%, ante 0,28% registrada na semana passada. As informações são do Boletim Focus, divulgado pelo Banco Central, nesta segunda-feira, 17.

Para 2023, cerca de uma centena de economistas entrevistados pelo BC estimam também uma ligeira alta do crescimento do PIB, de 1,75% ante 1,70% da semana anterior.

Inflação

A previsão para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do país, em 2022 passou para 5,09% em 2022, ante 5,03% da semana passada. Para 2023, a expectativa do mercado também é de alta, passando de 3,36% para 3,40%.

O Conselho Monetário Nacional (CMN) definiu que a meta de inflação em 2022 será de 3,5%, considerada formalmente cumprida se oscilar entre 2% e 5%.  Para 2023, a meta de inflação definida pelo CMN é de 3,25%, com intervalo para cima e para baixo entre 1,75% e 4,75%.

Juros em alta

Quanto à taxa básica de juros, a estimativa do mercado manteve-se em 11,75% no fim de 2022. Para 2023, a projeção está em 8% ao ano nas últimas seis semanas.

Câmbio

A projeção do mercado financeiro para a cotação do dólar manteve-se pela terceira semana, em R$ 5,60 para 2022, e teve alta em 2023, passando de R$ 5,45 para R$ 5,46.