Depois de um mês, Focus projeta alta de um ponto na inflação - Crédito: Freepik

Crédito: Freepik

O Banco Central divulgou nesta segunda-feira, 6, uma atualização parcial da Pesquisa Focus para o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), taxa básica de juros (Selic), Produto Interno Bruto (PIB) e câmbio em 2022 e 2023. O Relatório Focus, pesquisa semanal com cerca de 100 economistas do mercado financeiro, teve sua última divulgação regular em 2 de maio, devido à greve dos servidores da autoridade monetária.

A mediana das expectativas do mercado para a inflação oficial (IPCA) neste ano subiu para 8,89%. O último dado, divulgado em 2 de maio, apontava para 7,89%. Para 2023, a previsão é de 4,39% ante 4,1% na pesquisa anterior.

A projeção segue acima do teto do sistema de metas de inflação, que é de 5% em 2022. Definida pelo Conselho Monetário Nacional (CMN), a meta de inflação para este ano é de 3,5% e será considerada formalmente cumprida se oscilar entre 2% e 5%.

Para o PIB (Produto Interno Bruto) do ano, a expectativa subiu de alta de 0,7% para crescimento de 1,20%. Para 2023, o mercado espera alta de 0,76% ante 1% do último levantamento.

Em relação à taxa básica de juros, a expectativa dos economistas aponta para Selic de 13,25% no final de 2022, mesmo patamar divulgado no último levantamento. Para 2023, é esperado que a taxa chegue em dezembro a 9,75%.

Greve

A publicação semanal do Focus está sendo afetada há meses pela greve dos servidores do BC, que reivindicam reajuste salarial de 27% e mudanças na carreira. Segundo a autarquia, no entanto, não haverá atualização das séries temporais das expectativas de mercado.

Os servidores do Banco Central seguem com a paralisação. O movimento teve início ainda no primeiro trimestre, com paralisações pontuais. Houve um mês de greve e em maio, os servidores decidiram parar de novo.

Além do Focus, outros dados financeiros e o sistema de valores a receber estão prejudicados. Os trabalhadores devem se reunir amanhã para decidir sobre os rumos do movimento.