Depois do susto de ontem,19, quando o bitcoin não só levou um tombo de 40%, mas as bolsas de valores de todo o mundo estavam com o comportamento muito volátil, o dia de hoje, 20, encerrou-se mais tranquilo para os investidores. O dólar fechou em queda de 0,77% a R$ 5,2757, apagando os ganhos de ontem com a subida de 1,17%, a R$ 5,3167 a venda.

Ibovespa fechou com variação positiva de 0,05%, a 122.700,79 pontos. A soma do volume financeiro foi de R$ 27,85 bilhões. Banco Inter teve bom desempenho, subida de 5%, após fechar parceria com o Banco ABC Brasil para atuarem em conjunto em diversas áreas, entre elas a de distribuição de títulos e valores imobiliários de fundos de investimentos.

A renúncia do diretor presidente da Cielo provocou queda nas ações da empresa, ao passo que as do BTG Pactual foram valorizadas cerca de 2,41%, devido ao anúncio de compra da Universa, que detém a Empirius e a Vitreo, plataforma de investimentos.

Wall Street

Após três dias de queda, Wall Street também fechou em alta impulsionada pelo setor de tecnologia, recuperando a baixa de ontem em relação à ata do Fed, que registrou a queda do auxílio-desemprego concedido pelo governo americano.

Na opinião de analistas, o mercado aumentou o apetite a risco com a redução dos pedidos semanais de auxílio-desemprego desde início da recessão. O número de pedidos caiu de 34 mil, na semana que encerrou em 14 de maio, a 444 mil, conforme o Departamento de Trabalho Americano.

Depois da queda brutal, o bitcoin subiu 30% hoje, retomando os valores de US$ 42 mil, mas mesmo assim, a moeda ainda não recuperou toda a queda acumulada dos últimos dias. Está 17% atrás.