Dólar cai pelo 3° pregão e fecha cotado a R$ 4,80 - Crédito: Freepik

Crédito: Freepik

O dólar fechou em queda frente ao real nesta segunda-feira, 23, pelo terceiro pregão consecutivo. A moeda norte-americana encerrou vendida a R$ 4,8044, queda de 1,41%. Na variação mensal a moeda norte-americana caiu 2,78%. Na variação anual despencou 13,82%.

Já o Ibovespa operou toda a sessão no campo positivo, acelerando os ganhos nas últimas horas do pregão. O movimento foi impulsionado pelo otimismo no exterior e pelas ações de empresas ligadas a commodities.

A valorização do minério de ferro, que subiu mais de 4% na Bolsa chinesa de Dalian, e do petróleo, na casa dos US$ 113 (o contrato do barril do Brent com vencimento em julho) deram impulso a ações de peso.

O índice da Bovespa encerrou com alta de 1,71%, aos 110.345,82 pontos, com volume financeiro de R$ 25,8 bilhões.

Na variação mensal, a Bolsa subiu 2,29. Na anual o balanço é 5,27% positivo. O Ibovespa foi impulsionado por ações ligadas a commodities e diante de ganhos em Nova York. Vale, Petrobras e bancos conduziram a alta do pregão, enquanto Rede D’Or foi a principal pressão negativa.

O ativo com maior alta foi o da IRB Brasil, de resseguros, que cresceu 8,85%. O pior desempenho foi o do Banco Inter, que encerrou o dia com recuo de 4,83%.

(com agências)