compras online no varejo - Crédito: Freepik

Crédito: Freepik

As vendas no e-commerce brasileiro no esquenta Black Friday, entre 18 a 24 de novembro, totalizaram R$ 2,8 bilhões, crescimento nominal de 31% em relação ao mesmo período de 2020 (19 a 25 de novembro). A informação foi divulgada nesta quinta-feira, 25, pela NielsenIQ|Ebit.

Nos sete dias analisados, os dois destaques positivos foram a quinta-feira (18), com alta de 53% no faturamento, e a quarta-feira (24), com crescimento de 46%. Apenas a segunda-feira (22) teve queda no período analisado, recuo de 16% sobre o mesmo dia da semana do ano passado.

Eletrodomésticos e Telefonia

O segmento de destaque entre 18 à 24 de novembro foi Eletrodomésticos, representando 22% do faturamento total, seguido por Telefonia/Celular (19%), Casa e Decoração (13%), Eletrônicos (9%), Informática (9%), Moda e Acessórios (5%), Perfumaria e Cosmético (3%) e Esporte e Lazer (3%).

Mais da metade dos pedidos realizados no esquenta Black Friday foi com frete grátis, 52,8%, levemente superior aos 51,3% do mesmo período do ano passado. No entanto, o valor médio para quem pagou por frete, subiu de R$ 37,7 para R$ 41,8.

Regiões

Outro destaque é o crescimento acima da média das vendas no Centro Oeste, Norte e Nordeste do país. O faturamento aumentou, respectivamente, 37%, 36% e 35% em cada uma dessas regiões, acima dos 34% do Sudeste e 14% do Sul.

Em número de pedidos, o Centro-Oeste registrou alta de 18%, seguido por Norte (16%), Nordeste (11%), Sudeste (11%) e Sul (8%).

(com assessoria)