Inter, EQI e Teva Indices se unem para lançar ETFscrédito: Flickr

Crédito: Flickr

O Inter Asset está lançando ETFs, fundos de investimentos negociados em bolsa com estratégia passiva, em parceria com a EQI e a Teva Indices. A iniciativa tem como objetivo simplificar e reduzir os custos do investidor brasileiro

A ideia da união surgiu a partir da complementariedade entre as empresas. A Inter Asset é especializada na gestão de fundos de renda fixa e soluções de investimento, já a EQI, recentemente adquirida pelo grupo BTG Pactual, é reconhecida pelo modelo de atendimento Phygital que combina tecnologia e atendimento personalizado, além da gestão em produtos de renda variável. A Teva Indices é voltada para a criação e divulgação de índices de mercado financeiro, que são usados como como referência em ETFs e como benchmark.

A empreitada acontece em meio a um cenário de maior instabilidade local com a proximidade das eleições no Brasil que cria desafios e oportunidades para o investidor.

O início da negociação das cotas na B3 está previsto para meados de dezembro. Serão feitas três ofertas: o primeiro ETF, identificado pelo ticker NOGV11, permite investir apenas em empresas privadas da Bolsa; o PUBL11, que agrega as empresas estatais; e o GURU11, que replica a carteira dos principais gestores de fundos de ações do mercado brasileiro com performance histórica consistente. As ofertas serão coordenadas pela Inter DTVM, com gestão da Inter Asset e da EQI Asset, e a Teva Indices será a provedora dos índices.

A crescente demanda do investidor por produtos temáticos, alinhados e inovadores se reflete em número de investidores em ETFs. Hoje já são mais de 600 mil cotistas, quase 20 vezes mais do que em 2017, quando eram pouco mais de 30 mil.

Os ETFs oferecem aos investidores autonomia para alocarem recursos. Os índices da Teva Indices servem de referência aos fundos lançados hoje e trazem três opções inéditas de aplicação no mercado brasileiro.
(Com assessoria)