Fed deve aumentar os juros em março. Crédito: Freepik

Fed deve aumentar os juros em março. Crédito: Freepik

O Federal Reserve  (Fed) está se preparando para aumentar as taxas de juros, de acordo com a atualização de política monetária divulgada após a reunião desta quarta-feira (26). A autarquia manteve as taxas no intervalo de 0% a 0,25% por enquanto.

“Com a inflação bem acima de 2% e um mercado de trabalho forte, o Comitê espera que em breve seja apropriado aumentar a faixa da meta para a taxa de fundos federais”, disse o comunicado do Banco Central dos Estados Unidos.

Na coletiva de imprensa após a reunião Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC, na sigla em inglês), o presidente do Fed, Jerome Powell , indicou que a primeira alta de juros deve ocorrer na reunião do mês de março, caso as condições sejam apropriadas.

O presidente da autarquia disse que a inflação estava mais disseminada pela economia, com problemas de oferta mais persistentes que o previsto, mas que ela deve cair nos Estados Unidos até o fim de 2022.

Nesse sentido, ele afirmou que o cenário econômico “segue altamente incerto, e requer humildade”, e que o Fed continuará atento a possíveis riscos para a economia. A taxa de desemprego dos EUA ficou em 3,9% em dezembro, enquanto a inflação anual no mês passado subiu 7%, maior alta desde de dezembro de 1982.

O Banco Central cortou as taxas para quase zero em março de 2020, quando a pandemia colocou a economia dos EUA em um crise e esses juros baixos não foram alterados durante esses dois anos de pandemia do Covid-19

Futuro

O Fed informou ainda que continua com a meta de inflação de 2% no longo prazo, mensurado pelo índice de preço dos gastos de consumo pessoal (PCE, na sigla em inglês), respeitando seus objetivos de promover o máximo emprego, estabilidade de preços e moderadas taxas de juros. Além disso, reforçou que o colegiado busca realizar uma comunicação mais clara possível .