Greve dos servidores do BC volta a afetar divulgação do Relatório Focus - Crédito: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Crédito: Marcello Casal Jr./Agência Brasil

O Banco Central (BC) não divulgará o relatório semanal Focus previsto para esta segunda-feira, 9, devido à greve dos servidores da autarquia. “Oportunamente, informaremos com 24 horas de antecedência as novas datas para as divulgações”, afirmou a autoridade monetária em nota.

A publicação reúne as estimativas de mais de 100 instituições financeiras para inflação, juros, crescimento da economia e câmbio e é utilizada pelo mercado para balizar suas expectativas em relação à economia brasileira e à política monetária do BC.

Apesar da suspensão do Focus e de outras publicações, o BC havia dito na semana passada que a ata do Comitê de Política Monetária (Copom), prevista para ser divulgada nesta terça-feira, 10, não será afetada.

Investidores buscam na ata mais sinalizações da autoridade monetária sobre quais serão os próximos passos em relação ao ciclo de alta de juros. No comunicado, após a reunião, o Copom sinalizou uma nova alta da taxa básica, em menor magnitude. A próxima reunião do comitê está marcada para os dias 14 e 15 de junho.

Greve 

A greve dos servidores do BC foi retomada na última terça-feira, 3, por tempo indeterminado, após uma breve suspensão entre 20 de abril e 2 de maio para tentar negociar com o governo.

A categoria quer reajuste salarial de 27% e a reestruturação de carreiras. Na primeira etapa da greve, entre 1º e 19 abril, a divulgação de indicadores e estatísticas do BC também havia sido suspensa.

Segundo o presidente do Sinal (Sindicato Nacional dos Servidores do BC), Fábio Faiad, o reajuste linear de 5%, sinalizado pelo governo para todo o funcionalismo, é insuficiente.