Itau-milton-maluhy-filho-crédito-@c41estudio-2022-digital-money-informe.jpg

Milton Maluhy Filho, CEO do Itaú Unibanco Crédito Foto: ac41estudio

O Itaú Unibanco anunciou um programa para avançar seu posicionamento digital e de crescimento do banco e que ampliará sua atuação junto ao ecossistema das startups. A iniciativa envolve diferentes áreas da instituição e será construída em conjunto com os vários segmentos do ecossistema empreendedor, disse Milton Maluhy Filho, CEO do banco, durante a abertura do Tech Summit Itaú BBA, evento presencial e virtual realizado até 8 de abril.

O primeiro passo da estratégia, que terá Maluhy Filho como principal sponsor, foi a a contratação de Anderson Thees e Manoel Lemos, executivos de renome entre investidores e empreendedores digitais.

A nova iniciativa contará ainda com a liderança de Pedro Prates, cofundador e hoje líder do Cubo Itaú. No Itaú Unibanco desde 2011, o executivo tornou-se sócio em 2019.

A aposta do banco com a chegada do Anderson Thees e do Manoel Lemos, é estreitar o diálogo com agentes do mercado, incluindo investidores, fundos, corporações, entidades do ecossistema e, principalmente, os empreendedores, que são o foco da iniciativa.

Anderson Thees é engenheiro da computação pela Unicamp, com MBA na Yale School of Management e Stanford Executive Program (SEP). Com 20 anos de experiência em venture capital, teve passagens como investidor na Eccelera e em corporate venture na Naspers, antes de cofundar a Redpoint eventures em 2012. É reconhecido por suas contribuições no ecossistema empreendedor, sendo vice-presidente do conselho da Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital (ABVCAP), Global Ambassador da Endeavor, além de conselheiro do Cubo e da BayBrazil.

Também formado em engenharia da computação pela Unicamp, Manoel Lemos tem especializações em Estratégia, Inovação e Venture Capital pelo Massachusetts Institute of Technology (MIT) e Universidade da Califórnia Berkeley. É membro dos conselhos do Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife (CESAR) e do Centro de Liderança Pública (CLP), além de pioneiro em investimentos-anjo em startups de tecnologia e no Movimento Maker brasileiro.