Itaú lança plataforma de tokenização e entra no mercado cripto - Crédito: Divulgação

Crédito: Divulgação

O Itaú Unibanco está lançando nesta quinta-feira, 14, a Itaú Digital Assets, uma plataforma de tokenização, ou seja, que transforma ativos tradicionais em representações digitais, conhecidas como tokens.

O banco é o primeiro entre as grandes instituições financeiras brasileiras a entrar diretamente na tokenização de ativos financeiros e no uso da tecnologia criptográfica na infraestrutura de serviços e no “back-office”. O Santander já utiliza blockchain em operações de transferências internacionais.

A Itaú Digital Assets, que além da tokenização também será uma plataforma de serviço de custódia com criptoativos oferecendo ainda o serviço de “token as a service” (TaaS).

Vanessa Fernandes será a CEO da companhia. Ela já trabalhou no Deutsche Bank e JPMorgan, além de atuar nas áreas de compliance, controles internos e tecnologia. Vanessa também trabalhou com blockchain e serviços com startups e fintechs dentro do próprio Itaú.

Segundo fontes ouvidas pelo site Infomoney, o Itaú viu como inevitável a entrada no mundo cripto ao perceber o crescimento constante no volume de transferências de contas bancárias de seus clientes para contas de exchanges de criptoativos. O primeiro passo nesse sentido foi o início da oferta, em abril, do seu primeiro fundo de criptos, o Hashdex Crypto Selection FIC FIM.

Em outubro do ano passado, a Comissão de Valores Mobiliários (CVM) aprovou quatro projetos em seu sandbox regulatório, sendo três deles envolvendo a tokenização de ativos, incluindo o da Vórtx QR, que em abril deste ano lançou a primeira tokenizadora regulada do país.

O próprio Itaú, por meio da sua unidade de banco de investimentos Itaú BBA, coordenou o lançamento no mês passado de uma debênture tokenizada na plataforma da Vórtx QR, no valor de R$ 74 milhões.

A nova gestora ficará na estrutura de mesas e produtos Markets do Itaú, que está dentro da área de mercados globais e tesouraria. A ideia do Itaú é passar aos emissores e também aos clientes segurança sobre o investimento em Tokens.