Crédito: Freepik

A KPMG anuncia investimento de R$ 1 milhão na WE Impact, Venture Builder dedicada a startups de tecnologia lideradas por mulheres. Essas empresas constroem startups usando recursos próprios. Entre as iniciativas a serem implementadas, constam compartilhamento de conteúdo, participação em mentorias coletivas e realização de eventos.

“Queremos impactar positivamente esse mercado. Há muito o que fazer e estamos no caminho certo para transformarmos essa realidade”, afirma Carolina de Oliveira, sócia-diretora de Private Enterprise da KPMG no Brasil. Segundo ela, Apenas 7% das startups consideradas unicórnios no Brasil, com avaliação de mercado superior a US$ 1 bilhão, têm mulheres como fundadoras.

A atuação conjunta das duas organizações também será direcionada para que os recursos compartilhados com as startups investidas incluam uma rede exclusiva de profissionais de destaque no mercado e grandes corporações para apoiar o desenvolvimento de produtos tecnológicos e formação de equipes.

Com presença no país desde 2020, a WE Impact oferece investimentos de até R$ 500 mil em startups early-stage que tenham mulheres no quadro societário e/ou na direção. Além disso, as startups precisam ter tecnologia embarcada, hardware ou software, e modelo de negócios B2B. Desde a sua fundação, a empresa já investiu mais de R$ 1,5 milhão no empreendedorismo feminino tecnológico, impactando a vida de mais de 100 mulheres desse ecossistema. A partir do apoio da KPMG, a ideia é impactar, nas diversas ações, mais de mil mulheres.

Para as empreendedoras, a WE Impact oferece capital financeiro e intelectual, networking e acesso a uma grande rede de especialistas de forma simultânea, aplicando uma metodologia de Venture Management que vai muito além do acompanhamento de indicadores. Aos investidores e grandes corporações parceiras, a fintech promove a conexão às startups com liderança feminina. (com assessoria de imprensa).