Lucro dos bancões bate recorde em 2021, com R$ 81,6 bi - Crédito: Freepik

Crédito: Freepik

O lucro líquido consolidado dos quatro maiores bancos brasileiros (Banco do Brasil, Bradesco, Itaú Unibanco e Santander Brasil) no ano de 2021 foi de R$ 81,63 bilhões, que é o maior lucro nominal já registrado desde 2006 por esses bancos, número que ultrapassa o recorde anterior no ano de 2019, quando o lucro consolidado foi de R$ 81,50 bilhões.

No ano de 2021, o Itaú Unibanco teve o maior lucro acumulado, com R$ 24,9 bilhões, seguido pelo Bradesco com R$ 21,9 bilhões, Banco do Brasil com R$ 19,7 bilhões e Santander Brasil com R$ 14,9 bilhões.

Levantamento da Economatica demonstra que, no ano passado, a mediana do ROE (retorno sobre o patrimônio líquido) dos quatro maiores bancos brasileiros foi de 16,49%, o que é 4,42 pontos percentuais superior ao do ano de 2020.

Pelo quarto ano consecutivo, o Santander Brasil teve o melhor ROE (em 2021) entre os quatro maiores do Brasil, com 18,87%, seguido pelo Itaú Unibanco com 17,29% (que em 2020 era o quarto da lista). Na terceira posição está o Banco do Brasil com 15,68% e, o Bradesco, na última posição com 15,16%.

Ativo Total

Em 2021, o ativo total consolidado dos quatro maiores bancos brasileiros foi de R$ 6,71 trilhões, valor 4,41% superior ao do ano de 2020. O maior crescimento entre 2021 e 2020 foi o do Banco do Brasil (11,99%), com o Bradesco tendo o segundo maior crescimento (3,94%) e o Itaú Unibanco o terceiro maior (2,53%). O Santander perdeu 3,89% entre 2002 e 2021.

O Itaú Unibanco continua sendo o maior banco por ativos no Brasil e na América latina, com R$ 2,16 trilhões, seguido pelo Banco do Brasil com R$ 1,93 bilhão, Bradesco com R$ 1,65 trilhão e Santander com R$ 963 bilhões.

Valor de mercado

O estudo da Economatica demonstrou que o valor de mercado consolidado dos quatro bancos em 14 de fevereiro de 2022 somou R$ 643,4 bilhões, o que representa crescimento de 14,54% com relação ao final de 2021. O Itaú Unibanco, com R$ 240,0 bilhões, é o maior banco por valor de mercado, seguido pelo Bradesco com R$ 188,0 bilhões, Santander com R$ 119,5 bilhões e o Banco do Brasil fecha a lista com R$ 95,7 bilhões.

O Itaú Unibanco é o banco com maior crescimento de valor de mercado no ano de 2022 (até 14 de fevereiro), com 22,81% de valorização, seguido pelo Banco do Brasil com 16,26%, Bradesco com 9,69% e Santander com 6,31%.

Dividendos

O volume de dividendos e JCP (juros sobre capital próprio) distribuídos pelos bancos no ano de 2021 foi de R$ 33,4 bilhões, o que é 12,29% superior ao do ano de 2020.

O Santander é o banco com maior volume de dividendos e JCP distribuídos no ano de 2021, com R$ 9.99 bilhões, seguido pelo Bradesco com R$ 991 bilhões. Na terceira posição está o Banco do Brasil com R$ 7,12 bilhões e o Itaú Unibanco fecha a lista com R$ 6,39 bilhões.