MAPFRE Brasil Crédito: Divulgação

A MAPFRE Brasil, prestadora de serviço no mercado de seguro e financeiro, apresentou receita de R$ 10,3 bilhões no primeiro semestre deste ano, o que representa crescimento de 15% em prêmios, comparado ao mesmo período em 2020. A área de seguros gerais respondeu por R$ 5,3 bilhões do resultado, enquanto o segmento de vida representou R$ 3,6 bilhões e o de automóveis, R$ 1,4 bilhão.

“Estamos observando 2021 com uma retomada importante para o Brasil. O setor de seguros vem provando sua resiliência e, neste contexto, a MAPFRE segue colhendo resultados de uma estratégia adequada para o momento, graças à força de um modelo empresarial diversificado aliado à nossa solidez de capital”, afirma Fernando Pérez-Serrabona, CEO da MAPFRE no Brasil.

Seguro viraliza no país

De acordo com a Superintendência de Seguros Privados (Susep), o setor de seguros cresceu 9,9% no primeiro trimestre de 2021, em relação ao ano passado. O resultado mostra que o seguro começa a viralizar pela sociedade brasileira e a expectativa da autarquia é que dobre a sua participação no PIB, nos próximos cinco anos.

A Susep tem minimizado os entraves regulatórios e promovido uma agenda modernizadora para esse setor. A chegada do Open Insurance, no próximo semestre, promete eliminar barreiras à entrada e democratizar o acesso ao consumidor e do consumidor a esse mercado.

Desempenho global

O lucro da MAPFRE global foi de 364 milhões de euros no primeiro semestre, o equivalente ao crescimento de 34,5% comparado ao ano anterior – mesmo diante dos sinistros relativos à Covid-19 em cerca de 266 milhões de euros, a maior parte relacionada com o negócio de vida e previdência. Os prêmios cresceram 6,2% no primeiro semestre, atingindo 11,6 bilhões de euros. O índice combinado melhorou 1,6 ponto percentual em relação ao mesmo período de 2020, chegando em 95,1%. (com assessoria de imprensa).