Renato Andrade e Guilherme Nosralla, fundadores da Merama - Crédito: Divulgação/LinkedIn

Renato Andrade e Guilherme Nosralla, fundadores da Merama – Crédito: Divulgação/LinkedIn

A Merama, startup com sedes no Brasil e no México, que investe em pequenas e médias empresas que comercializam suas marcas em marketplaces, divulgou nesta terça-feira, 28, que recebeu US$ 225 milhões em um aporte série B, cinco meses após ter levantado US$ 160 milhões em rodada série A. A empresa foi criada no final do ano passado, em meio ao boom do e-commerce, em função das restrições impostas pela pandemia do Coronavírus.

A rodada foi liderada pelos fundos SoftBank Latin America e Advent International, além do Globo Ventures, braço de investimento do Grupo Globo, Monashees, Valor Capital, Balderton Capital e Maya Capital.

A startup investe em vendedores, se torna parceira estratégica e ajuda as marcas a crescerem na área de vendas. Estão hoje no portfólio da Merama empresas de diferentes segmentos como esportes, eletrônicos, pet e produtos para bebês. Seu portfólio tem mais de 30 marcas espalhadas pelo México, Brasil, Chile, Colômbia, Estados Unidos, entre outros países.

“Acreditamos verdadeiramente que vamos transformar o mercado online, por isso continuaremos crescendo, profissionalizando e incubando algumas das maiores marcas de e-commerce da região, ao mesmo tempo em que criamos a tecnologia e as ferramentas para apoiá-las. Tudo isso só foi possível graças à incrível equipe que estamos construindo, repleta de especialistas em e-commerce, ex-consultores e empreendedores”, registrou a empresa em sua página no LinkedIn.