Mercado projeta juros a 13% ao ano em 2022 - Crédito: Freepik

Crédito: Freepik

Pela décima semana consecutiva, os analistas do mercado financeiro entrevistados pelo Banco Central, projetam alta para a inflação em 2022. A estimativa do mercado para o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a inflação oficial do país, é de 6,59%, ante 6,45% da semana passada. Para 2023, a projeção da inflação também subiu de 3,70% para 3,75%.

Os dados estão no Boletim Focus, divulgado pelo BC, na manhã desta segunda-feira, 21. Semanalmente, a autoridade monetária divulga o boletim às 8h30 de segunda-feira. Hoje, sem explicar o motivo, o BC comunicou que faria a publicação somente às 10 horas.

Segundo o Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central (Sinal), “o atraso de hoje, 21/3, do boletim Focus tem a ver com nossa mobilização. Outras ocorrências poderão ser notadas nos próximos dias, mas não podemos ainda antecipar”, ressaltou em nota. A categoria pede reajuste e reestruturação da carreira.

Inflação acima da meta

A projeção da inflação para este ano está bem acima da meta que deve ser perseguida pelo Banco Central. O Conselho Monetário Nacional (CMN) definiu que a meta de inflação em 2022 será de 3,5%, considerada formalmente cumprida se oscilar entre 2% e 5%.  Para 2023, a meta de inflação definida pelo CMN é de 3,25%, com intervalo para cima e para baixo entre 1,75% e 4,75%.

Taxa de juros

A projeção da taxa básica de juros, a Selic, para o fim de 2022 registrou alta, de 12,75% para 13%, segundo os executivos do mercado. Para 2023, a estimativa também é de alta, passando de 8,75% para 9%. Para 2024, a expectativa da taxa de juros permaneceu inalterada, em 7,50%.

PIB

A estimativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) para 2022 teve alta de 0,01 ponto percentual, de 0,49% para 0,50%. Já a projeção do PIB para 2023 caiu de 1,43% para 1,30%. Há quatro semanas, a expectativa para o crescimento do PIB no próximo ano era de 1,50%.

Câmbio

O mercado financeiro manteve a projeção da cotação do dólar no fim de 2022 para R$ 5,30, a mesma da semana passada. Já para 2023, subiu de R$ 5,21 para R$ 5,22. Em 2024, a expectativa de fechamento do dólar ficou em R$ 5,20.