Microsoft apoia criação de rede social de educação-crédito-Freepik

Crédito: Freepik

A Microsoft apoia a criação de uma rede social focada em educação social e com marketplace integrado para oferecer serviços de ensino, onde os usuários podem aprender e transmitir conhecimento. Para habilitar a plataforma, a startup Bettaself, criadora do projeto, apoiada pelo programa Microsoft for Startups, utiliza a nuvem Microsoft Azure.

No dia do lançamento, a Bettaself, apoiada pela Microsoft, obteve mais de 100 mil acessos e, atualmente, já reúne cerca de 10 mil usuários cadastrados e ativos na plataforma. 

A Bettaself foi inspirada na Link School of Business, primeira faculdade de empreendedorismo do Brasil, que foi criada com o intuito de fazer um diferencial na educação e permitir que as pessoas pudessem praticar aquilo que de fato querem exercer profissionalmente.

A instituição não se limita à transmissão de conhecimento. Ela também se encarrega de fazer a aplicação, provocação, mentoria e aceleração de empresas nascidas dentro de seu ambiente acadêmico.

Com a rede social, as pessoas podem postar conteúdos de temas que tem domínio, oferecendo a oportunidade de prestar serviços de ensino ou encontrar conteúdos diversos compartilhados por outros usuários.

Para Alessandra Ferrari, co-fundadora e CEO da Bettaself, a plataforma funciona como uma rede social com marketplace disponível  em aplicativo e em breve na versão web. Isso permite que as pessoas acessem o conteúdo quando e onde quiserem.

Apoio Microsoft

Por meio do Microsoft for Startups, a Bettaself recebeu benefícios como créditos em nuvem, capacitação, participação de especialistas e acesso a diversos softwares. Além de contar também com toda a infraestrutura para que o time de desenvolvedores pudesse construir uma aplicação nativa em nuvem com o Azure.

O projeto, que utilizou o Azure Devops da Microsoft, foi desenvolvido em cinco semanas.

“Por meio desse programa, a Microsoft consegue orientar startups a crescer no mercado e incentivar o empreendedorismo brasileiro a alcançar um próximo nível. Com isso apoiamos a inovação e a educação no país, a partir da troca de conhecimento e experiências”, declara Vera Cabral, diretora de educação da Microsoft.

Tão logo foi lançada, a Bettaself recebeu pedidos dos EUA, Israel, e diversos países europeus para a implementação da tecnologia de forma local.

Desde 2011, a Microsoft já apoiou mais de 7.500 startups no Brasil por meio de doações de mais de US$ 202 milhões em créditos de nuvem.

(Com assessoria)