Mineradora de blockchain cria usina própria - Crédito: Freepik

Crédito: Freepick

A mineradora americana Riot Blockchain, empresa de Bitcoin fundada em 2000, anunciou a intenção de construir uma usina elétrica própria para mineração, para reduzir o consumo de energia.

A subestação elétrica de 1,7 gigawatt envolverá inicialmente investimentos de cerca de US$ 333 milhões e a promessa de gerar mais de 270 empregos diretos no condado de Navarro, no Texas onde será construída.

A iniciativa tem como finalidade atender às demandas de eletricidade dos equipamentos de mineração da Riot Blockchain de forma a não comprometer, no entanto, a capacidade energética da cidade.

De acordo com especialistas, uma estação com essa envergadura é capaz de abastecer o consumo elétrico de mais de 2 milhões de moradores. Além de mitigar a emissão de 600.000 toneladas de gases de efeito estufa por ano.

Isso significa que o projeto a Riot terá energia suficiente para abastecer os mais de quatro prédios que esperam construir nos próximos dois anos para instalar suas fazendas de mineração.

Etapas do projeto

O projeto da subestação já está em pleno andamento, segundo a empresa, e a primeira fase começará com capacidade inicial de 400 megawatts (“MW”). Ele será então aumentado em 600 MW adicionais por meio de um painel localizado a 1.250 pés de distância da usina.

“A capacidade da Riot de obter uma oportunidade de expansão tão significativa no Texas exemplifica a abordagem de parceria da empresa com todas as partes interessadas, incluindo os parceiros de negócios da empresa, ERCOT e todos os níveis de governo, para se comprometer com o desenvolvimento econômico sustentável”, disse a empresa.

Tradição em mineração

A cidade de Fort Worth no Texas se tornou a primeira cidade dos EUA a minerar Bitcoin. Isso, usando três S9 Antminers doados pelo Texas Blockchain Council.

Essa iniciativa tem o apoio do prefeito Mattie Parker. Inclusive, destacou que os custos de energia podem ser mitigados e que os investimentos futuros nesse tipo de atividade dependem muito de uma avaliação aprofundada que ocorrerá nos próximos 6 meses.

(Com Criptonizando)