Neon lança Pix Cobrança para MEIs-credito-divulgacao

Crédito: Divulgação

A Neon lança, a partir deste mês, o Pix Cobrança como alternativa de recebimento imediato para seus mais de 3 milhões de clientes microempreendedores (MEIs), que utilizam o aplicativo MEI Fácil.

O Pix Cobrança possibilita que lojistas, fornecedores, entre outros prestadores de serviço possam realizar e receber transações compensadas em até dez segundos, durante os sete dias da semana. O empreendedor também contará com a possibilidade incluir vencimento, multas e juros em caso de pagamentos feitos após o vencimento.

Com mais de 15 milhões de clientes entre pessoas físicas e jurídicas, a Neon recentemente captou em série D cerca de R$ 1,6 bilhão investidos integralmente pelo banco espanhol BBVA.

De acordo com a fintech, 77% dos clientes que usam o aplicativo MEI Fácil apontaram como uma das desvantagens do boleto convencional, método usual entre os microempreendedores, ter que esperar até dois dias úteis para a compensação da transação, ou seja, para receber o pagamento pelo serviço prestado.

Além de ser alternativo e possuir vantagens como a rápida compensação, o PIX Cobrança oferece um potencial apoio para a gestão financeira do MEI, segundo Rodrigo Salem, fundador da MEI Fácil.

Cerca de 30% dos microempreendedores no Brasil fecham o seu negócio antes mesmo de completar cinco anos por falta de gestão, conforme dados do SEBRAE. “Além de possibilitar que o comerciante ofereça prazos e tenha a compensação praticamente imediata do recebimento, diferente do boleto convencional, o Pix Cobrança também se mostra como um forte aliado à gestão financeira do empreendedor como a régua de cobrança, disponível para todo o cliente MEI Fácil Neon, e que tem como função comunicar para o cliente, via e-mail, a emissão, pagamento e vencimento do Pix Cobrança”, afirma.

Ao solicitar o pagamento de uma compra ou prestação de serviço, o microempreendedor vai ter disponível em seu aplicativo MEI Fácil da Neon a opção ‘Pix Cobrança’. Ao acessar a funcionalidade, ele vai gerar um QR Code e compartilhar o código por diversos canais como WhatsApp, SMS, E-mail, redes sociais, entre outros, com a quantia que deverá ser paga pelo cliente via Pix.

(Com assessoria)