Crédito: Freepik

Por meio de uma tecnologia proprietária construída sobre blockchain, a netspaces , PropLegalTech que conecta e integra players do mercado imobiliário, é a primeira startup a digitalizar um imóvel no Brasil. A propriedade, localizada em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, passou a ter no seu registro em cartório uma chave blockchain, que pode ser movida com muito mais facilidade em transações futuras, além de aumentar a segurança das operações.

A nova modalidade oferecida pela netspaces permite que donos de imóveis comercializem seus bens com mais agilidade. As transações acontecem dentro de um ecossistema online seguro, em que estão integrados todos os serviços necessários, seja para vender, alugar ou obter crédito com garantia imobiliária.

O ecossistema da netspaces também envolve a participação de construtoras, marketplaces, imobiliárias, corretores, instituições financeiras e de pagamento, empresas de locação e administração de condomínios. Além disso, fundos imobiliários também podem se conectar à empresa para fazer investimentos em propriedades digitais com maior liquidez.

“Já temos os primeiros cem imóveis sendo inseridos na plataforma, e divididos em lotes de digitalização, o que soma cerca de R$ 50 milhões de ativos gerenciados pela plataforma nestes primeiros três meses de operação da empresa”, afirma o CEO da netspaces Andreas Blazoudakis, empresário gaúcho que já esteve à frente de empresas como Móvile, Ifood e Delivery Center.