A Odysse chega ao Brasil com uma proposta diferenciada. Com a alta procura por vídeos, as plataformas de mídias também cresceram e, com elas, a insatisfação de não conseguir produzir conteúdos com a qualidade desejada. Para atender a essa demanda, a Odysse está lançando sua homepage no Brasil. A plataforma já funciona fora do país por meio do compartilhamento e streaming de vídeo, como YouTube e Twitch, mas funciona de maneira diferente. A Odysee é baseada na tecnologia blockchain e utiliza criptomoedas como parte de sua economia.

“A Odysee chega ao Brasil em um momento oportuno, quando os criadores independentes locais estão tendo seus ganhos drasticamente reduzidos em plataformas de mídias. Seus conteúdos são rebaixados ou controlados por algoritmos em favor de canais e conteúdos corporativos”, comenta Julian Chandra, um dos desenvolvedores da plataforma Odysee.

O objetivo da Odysee é fortalecer o espírito dos criadores de conteúdo independentes em todo o mundo e fornecer às pessoas a oportunidade de consumir um produto mais autêntico e identificável.

A monetização dos conteúdos faz parte da inovação que a Odysee quer trazer para todos, tanto para os criadores quanto para os usuários. Ela é realizada por meio de uma criptomoeda própria da plataforma, a LBRY Credits (LBC), que é depositada em carteira virtual atrelada à conta de e-mail. A plataforma também oferece o sistema de “tips” (gorjetas e boost), permitindo transações entre os usuários a possibilidade de apoiar seus criadores favoritos com a renda gerada no próprio site.

Criptomoeda e aplicativo de voz

“A LBRY Credits é uma criptomoeda criada para uso na plataforma, podendo ser usada para transações ou até mesmo para trocar em Real, Euro, Dólar ou mesmo outras criptos como o Bitcoin e Ethereum. Sua valorização foi muito boa, fazendo com que aumentasse 1250%, de setembro de 2020 até abril de 2021, fazendo com que seja um ganho de alto valor para usuários da Odysee”, explica Julian.

Para o atendimento de todos os usuários e criadores, foi criado um servidor em um aplicativo de voz chamado Discordonde todos poderão acionar os moderadores e passar suas sugestões, reclamações e toda forma de apoio que necessitam.

Hoje a plataforma já conta com grandes criadores de conteúdo brasileiros, como o Rapper Filipe Ret, Mundo Molusco e Bolovo. Além deles, outras personalidades internacionais também têm presença na Odysee, como Cassandra Bankson e Ivan on Tech.

Os criadores de conteúdo em outras plataformas são incentivados a ingressar na Odysee e sincronizar seus canais durante o processo de inscrição. A sincronização garante que os vídeos existentes e os futuros serão automaticamente espelhados.

Novos usuários ou criadores sem bibliotecas de conteúdo existentes podem se inscrever em odysee.com ou através do aplicativo para iPhone para começar a desfrutar e incentivar novos conteúdos independentes. Odysee para Android, iPad e Roku estão atualmente em desenvolvimento. (com assessoria de imprensa)