Leonardo Medeiros, Head de Open Banking da XP Inc. - Foto: Divulgação

Leonardo Medeiros, Head de Open Banking da XP Inc.           Foto: Divulgação

O Open Banking faz parte integral da agenda estratégica da XP Inc. Isso se traduz em investimentos realizados para o desenvolvimento de uma estrutura interna multidisciplinar que envolve arquitetura de produtos, design e marketing para oferecer novos produtos de forma a melhorar a vida financeira do cliente com a nova plataforma.

“Estamos investindo também em parcerias estratégicas com consultorias especializadas em crédito, seguro, banco digital, além de parcerias tecnológicas”, afirmou Leonardo Medeiros, head de Open Banking da XP Inc, durante o evento virtual realizado hoje pela Digital Money Meeting.

Na sua opinião, é papel de todas as instituições financeiras envolvidas com o Open Banking mostrar os reais benefícios que o consumidor terá na ponta ao compartilhar seus dados. “Temos total clareza de que tudo isso pode gerar um grande valor para o cliente. Na medida em que conhecemos ainda mais a vida dele, teremos condições de oferecer produtos mais aderentes à sua realidade, além da relação que o cliente tem conosco”, disse.

Para ele, o Open Banking é a peça mais importante e transformadora da agenda BC#, e tende a impactar e melhorar a vida do cliente em diversos aspectos, e não apenas na sua relação financeira com o banco. “Qualquer consumo realizado pelo cliente será impactado, desde o momento em que planeja sua aposentadoria, uma viagem de férias com a família, as instituições vão poder traçar recomendações mais aderentes ao seus objetivos e perfil”, afirmou.

Microempreendedor e PMEs

Os microempreendedores e pequenas e médias empresas (PMEs) também serão beneficiados com as soluções que o  Open Banking poderá habilitar para o seu negócio, uma vez que grande parte deles sequer dispõem de uma estrutura de gestão financeira de seu próprio negócio.

“Muitos têm conta em mais de uma instituição financeira. A agregação vai facilitar todo o processo na medida em que gerencia o caixa e o patrimônio da empresa em diferentes instituições. O impacto será na jornada completa do PJ, desde o onboarding que envolve muita burocracia, assim como na identidade digital, em poder prover soluções de reconhecimento do cliente para autenticação e segurança”, concluiu.