Crédito: Freepik

Oracle lança serviço de computação em nuvem baseado em chips da Ampere, projetados com tecnologia Arm. Trata-se de a segunda grande empresa, depois da Amazon Web Service (AWS), a oferecer essa tecnologia. Até recentemente, a maioria dos chips usados em operação em nuvem eram fabricados pela Intel e AMD.

Em 2018, quando a Amazonn anunciou serviço que usa seu próprio chip, produzido com propriedade intelectual da Arm, o mercado mudou a rota e, consequentemente, a Intel começou a perder território.

A Ampere Computing foi criada pelo ex-presidente da Intel, Renee James, que ocupa hoje uma cadeira como membro do conselho administrativo da Oracle.

A Oracle informou que pagará de aluguel o equivalente a US$ 0,01 por núcleo de processamento/ hora, menos da metade do que é cobrado por outros fornecedores.