carregadores-celular-credito-freepik-2022-digital-money-informe.jpg

Crédito: Freepik

Um padrão comum para carregadores de bateria de telefone celular, tablets e fones de ouvidos deverá ser aprovado em 7 de junho pelos países e parlamentares da União Europeia. De acordo com especialistas no assunto, a proposta foi duramente criticada pela Apple.

A iniciativa de um único padrão para a entrada de carregamento de bateria de dispositivos móveis foi abordada pela Comissão Europeia há mais de uma década, depois que usuários de iPhone e Android reclamaram de ter que usar carregadores diferentes para seus dispositivos.

O Comitê de Mercado e Proteção ao Consumidor da União Europeia (UE) determinou que o USB Tipo-C será o conector de carregamento padrão pelos deputados, em votação que contou, no ano passado, com 43 manifestações a favor e duas contra.

Aparelhos da Apple usam o padrão Lightning da empresa, enquanto os dispositivos baseados em Android são alimentados por conectores USB-C e micro USB muito mais difundidos e acordados por uma série de instituições ao redor do mundo.

A discussão da próxima terça-feira será a segunda e, provavelmente, a última entre os países e parlamentares do bloco sobre o assunto, uma indicação de um forte esforço para fechar um acordo, disseram as fontes.

As questões pendentes incluem a ampliação da proposta para envolver laptops, uma demanda importante dos parlamentares europeus que provavelmente afetará Samsung e Huawei e outros fabricantes, disseram as fontes.

Os parlamentares também querem incluir sistemas de carregamento sem fio até 2025, enquanto os países e a Comissão Europeia desejam um período mais longo por razões técnicas.

Representantes da Apple não estavam imediatamente disponíveis para comentar o assunto. A empresa disse anteriormente que o uso inadequado de padrões internacionais datados sufoca a inovação.

A iniciativa faz parte da Diretiva de Equipamentos de Rádio (em inglês: Radio Equipment Directive – RED), quadro que regulamenta a implementação de tecnologias do tipo no mercado do bloco econômico europeu.

Apenas dispositivos muito pequenos para incorporar uma porta USB Tipo-C como smartwatches, health trackers  (rastreador de atividade no Brasil) e outros equipamentos esportivos receberão isenção da nova normativa.

(Com Reuters)