Fernando Coutinho – Presidente da Abecs Crédito: Divulgação

As compras nos cartões de crédito, débito e pré-pagos tiveram crescimento de 17,3% no primeiro trimestre de 2021, somando R$ 558,3 bilhões, segundo a Abecs, associação que representa o setor de cartões. Se avaliado apenas o mês de março, o crescimento foi de 24,6%.

Na comparação entre as modalidades, o cartão de crédito foi o meio de pagamento que apresentou o maior valor transacionado no primeiro trimestre, registrando R$ 335,9 bilhões (alta de 12,8%), seguido pelo cartão de débito, com R$ 204,4 bilhões (alta de 19,7%). Já o cartão pré-pago somou R$ 18 bilhões, com crescimento de 150,3%.

Em quantidade de transações, foram ao todo 6,5 bilhões de pagamentos com cartões nos três primeiros meses do ano, 11,8% a mais do que no ano anterior. Os gastos de brasileiros no exterior tiveram forte redução de 62,8%, registrando US$ 654,1 milhões (R$ 3,6 bilhões). Já as compras realizadas por estrangeiros no Brasil caíram 42%, somando US$ 585,9 milhões (R$ 3,2 bilhões).

Já o índice de inadimplência do cartão de crédito apresentou quedas consecutivas ao longo dos últimos meses e chegou ao seu menor patamar em março deste ano: 4,2%.

O presidente da Abecs, Fernando Coutinho, acredita na retomada da economia, principalmente a partir do terceiro para o quarto trimestre de 2021, sendo que a projeção da instituição é de um aumento de 19% no ano para o setor. “Se a vacinação seguir com o ritmo desejado, teremos um terceiro trimestre melhor que o segundo e um quarto trimestre muito bom, com resultados importantes”, analisa.

Compras não presenciais

O crescimento do uso dos cartões na internet, em aplicativos e outros tipos de compras não presenciais ganhou força no primeiro trimestre de 2021. Esse tipo de transação movimentou R$ 120 bilhões no período, alta de 35%, reflexo da mudança dos hábitos de consumo dos brasileiros na pandemia. O resultado do trimestre foi impulsionado principalmente pelo desempenho em março (alta de 54%), quando se intensificaram as medidas de isolamento social e restrição de funcionamento de atividades não essenciais em todo o país.

Em valor financeiro, os pagamentos remotos representaram 35% de todas as compras realizadas pelos brasileiros com cartões de crédito no primeiro trimestre. Já em quantidade de transações, em março, de cada 10 compras realizadas nos cartões de crédito, quatro foram feitas à distância.

Impacto das novas tecnologias

Fernando Coutinho também comentou o impacto das novas tecnologias nos meios de pagamento, como o WhatsApp Pay e o Pix, principalmente nos cartões de débito. “Temos mais um meio de captura, mas vimos a nossa indústria crescendo mesmo com pandemia. A digitalização da economia está ocorrendo e, evidentemente, o que precisamos acompanhar daqui pra frente é essa indústria como um todo, quanto de dinheiro está saindo de circulação e não só o cartão de débito”, avaliou.

Acompanhando a evolução do Pix – o BC acaba de abrir consulta pública para o Saque Pix e Pix Troco – a Abecs também busca inovar nesse sentido. Coutinho anunciou o lançamento do Compra com Troco. Já foram feitos testes em dois estabelecimentos para a compra com troco nas transações com cartões e o objetivo é padronizar a experiência, com previsão para o amplo funcionamento da modalidade no segundo semestre deste ano.