Crédito: Freepick

 

A Paketá, fintech especializada em crédito consignado para colaboradores que atuam no regime CLT, oferece solução  que permite, desde a alocação de capital para empréstimos até o licenciamento da plataforma para terceiros, no modelo  Software as a Service (SaaS).

Fundada em 2018, a fintech nasceu para simplificar a rotina dos profissionais de RHs, tornando disponível ferramenta que auxilia na gestão do benefício de crédito consignado, e colaboradores com o acesso a taxas mais baixas e condições melhores de pagamento.

“Trabalhamos no modelo B2B2C, onde primeiro é estabelecido um convênio com a empresa para depois liberar o benefício do empréstimo aos colaboradores, em um ambiente 100% digital”, destaca Fabian Valverde, CEO da Paketá.

A fintech opera com modelos de negócios distintos: End-to-end, em que lidera todas as etapas do processo de empréstimo, assim como as atividades; Consignado as a Service e Software as a Service, os parceiros da empresa são responsáveis pelo processo de originação de convênios, obtenção de informações e alocação de capitais/fuding.

No modelo CaaS, a fintech presta serviços para gestoras, fundos, family offices e para a própria empresa. No Software as a Service, a fintech atende bancos e outras instituições financeiras que querem lançar ou aprimorar o seu produto de crédito consignado, disponibilizando API ou com abordagem White Label.

A Paketá levantou um investimento de R$ 9 milhões, com a Shift Capital e 4Z, além de R$ 800 milhões em crédito disponível para empréstimos.