Pedbot recebe aporte de R$ 1 mi da Bossanova  - Crédito: Freepik

Crédito: Freepick

A PedBot, plataforma de gestão de atendimentos via redes sociais para farmácias, recebeu um aporte de R$ 1 milhão numa rodada feita por meio da parceria entre a Bossanova Investimentos e a aceleradora de startups Leavening.

Os novos recursos serão voltados para acelerar o crescimento da empresa, cuja solução já vem sendo usada por centenas de farmácias espalhadas pelos 23 estados brasileiros.

O Pedbot permite que as farmácias atendam os clientes por meio do WhatsApp, sem ser necessário qualquer tipo aplicativo. Isso permite aos estabelecimentos colocarem vários atendentes em um único número, criar uma lista de priorização por ordem de chegada e ativar robôs que pré-atendem seus clientes entre outras funcionalidades.

“Fomos a primeira plataforma a focar no mercado farmacêutico, pois o WhatsApp é um dos únicos aplicativos instalado nos celulares de todos os brasileiros com isso mudamos a maneira como as pessoas compram em farmácia”, disse Rudy Tedeschi, CEO do PedBot.

O aporte, segundo ele, permitirá a continuidade do desenvolvimento tecnológico viabilizando a oferta de novas funcionalidades com o foco em Inteligência Artificial conversacional, assim como a ampliação da capacidade comercial para impulsionar a disseminação da solução.

Para Guilherme Pepe, diretor da Bossanova, o Pedbot cumpre todos os requisitos da tese de investimentos da companhia, além de ter um grande potencial ligado ao seu setor de atuação.

“A Pedbot se propõe a melhorar as condições de saúde dos brasileiros com uso da tecnologia. É o tipo de desafio que a Bossanova faz questão de apoiar com a certeza de que todas as partes envolvidas serão beneficiadas”, afirma.

De acordo com Marcello Marin, head de aceleração da Leavening, além de toda a capacidade criativa dos executivos e do nobre propósito de levar saúde às pessoas, a Pedbot tem se destacado em sua região.