Sede da Polícia Federal, em Brasília, com destaque para a placa indicativa da instituição

Sede da Polícia Federal, em Brasília Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Polícia Federal (PF) cumpriu nesta sexta-feira, 6, quatro mandados de busca e apreensão em Campinas, no interior de São Paulo, como parte da Operação Conversor, que visa reprimir crimes contra o Sistema Financeiro Nacional (SFN), por meio de operações ilegais de câmbio e evasão de divisas.

Entre os itens encontrados, estão documentos, dispositivos eletrônicos e R$ 100 mil em dinheiro e notas de dólar.

As investigações foram iniciadas a partir de informações obtidas em operação deflagrada pela PF em 2019, quando ficaram expostas operações de crédito e débito e de câmbio por pessoa física e jurídica não autorizadas.

De acordo com a PF, os envolvidos movimentavam moeda para países asiáticos por meio do processo conhecido como dólar cabo, além de câmbio de moeda em território nacional, uso de empresas de fachada, operações de importações fictícias e direcionamento de capital para empresa voltada à atuação com criptomoedas. Na operação de hoje o alvo foi o operador do sistema, empresas envolvidas nas operações e um escritório de contabilidade.

“O objetivo das buscas são documentos e dispositivos que constituam provas dos crimes. O nome da operação faz alusão à atividade ilegal de câmbio e direcionamento de dinheiro a criptomoedas”, informou a PF.

As penas previstas para os crimes investigados somadas podem chegar a dez anos de prisão.

(Com Agência Brasil)