Positivo Tecnologia aposta em soluções de pagamento-credito-divulgacao

Crédito: Divulgação

A Positivo Tecnologia, fabricante de computadores, diversifica seu negócio com o lançamento de três soluções de  pagamento. Tratam-se de inovações que posicionam a empresa de tecnologia em hardware no segmento de soluções de pagamentos.

O negócio de soluções de pagamento é uma das avenidas de crescimento da empresa de tecnologia que mais se destacou em 2021, crescendo 422% em relação a 2020, uma vez que a e passou a ganhar escala ao atender um mercado que engloba todos os adquirentes e subadquirentes do país, diz Norberto Maraschin Filho, vice-presidente de Negócios de Consumo da Positivo Tecnologia.

“Estamos inovando em soluções de pagamento e aumentando portfólio, a partir da compreensão das necessidades de nossos clientes e da identificação das oportunidades desse mercado. Queremos realmente ser reconhecidos também com a grande empresa de soluções de pagamento do Brasil”, afirma Maraschin Filho.

Os novos produtos trazem benefícios como leitor inteligente de cartão, além de certificação PCI 6.x que gera maior segurança nas transações. Enquanto a Positivo L400 e a Positivo L100 são opções de modelos de Smart POS (Ponto de vendas) e Smart mPOS, a Positivo P100 é uma Pin Pad, fruto da parceria entre a Positivo e a empresa Nexgo.

As novidades foram desenvolvidas pela Positivo Tecnologia para suprir diferentes necessidades dos usuários comerciais, segundo Fernando Otani, diretor de negócios de soluções de pagamento da Positivo Tecnologia. “Em 2022, nosso objetivo é investir em inovação e tecnologia para seguir expandindo o portfólio com produtos de recursos variados e nos manter na posição de liderança deste mercado no país.”

As novas maquininhas chegam ao mercado pouco após a Positivo lançar em dezembro 2021, novos produtos  em parceria com a Nexgo, fabricante global de terminais de pagamento de alta tecnologia. “Aumentando o portfólio, permitimos que as vendas dos nossos clientes sejam mais versáteis e eficazes, sejam com modelos tradicionais ou smart”, conclui Otani.

(Com assessoria)