Figura conceito mostra alunos assistindo aulas online - Crédito: Freepik

Crédito: Freepik

A GetCourse, plataforma russa especializada em criar, gerir e vender cursos online, acaba de levantar US$ 50 milhões numa rodada liderada pelo banco norte-americano Goldman Sachs e participação dos fundos Winter Capital Partners Fund e Baring Vostok.

Com o aporte, a prioridade da empresa é expandir as atuações para o Brasil em 2021 e 2022, direcionando, pelo menos, 25% dos investimentos para desenvolver a plataforma no Brasil. Os recursos captados também serão usados para aprimorar a tecnologia.

A plataforma obteve grande sucesso com o sistema de software de aprendizagem que atualmente hospeda mais de 20 mil educadores, incluindo 12 mil escolas online, instrutores, treinadores e blogueiros. A empresa revolucionou o aprendizado online no leste da Europa e quer fazer o mesmo no Brasil.

A demanda por aprendizado online é alta e crescente no Brasil. Em 2019, 63% das vagas de cursos superiores do país eram oferecidas nas modalidades EAD, segundo o censo educacional do Inep 2019. Estima-se que o mercado global de cursos e micro credenciais online chegue a US$ 117 bilhões até 2025.

“Nossa equipe fez uma análise em larga escala dos mercados globais de edtech e viu um grande potencial para o desenvolvimento de nossa plataforma no Brasil. Vemos grande interesse dos brasileiros pela formação online, e queremos dar-lhes uma solução verdadeiramente conveniente e tecnológica para o empreendedorismo nesta área. Acredito que GetCourse não só dará um novo impulso ao desenvolvimento da edtech no Brasil, mas também um influxo de novos investimentos”, diz Sergey Mikhaylov, CEO da GetCourse.

A GetCourse espera gerar até US $1 bilhão em valor bruto de mercadoria em 2021 e os principais novos territórios que alavancarão a empresa são Brasil e Espanha.

(Com assessoria de imprensa)