Crédito: Freepik

O Sicoob, instituição financeira cooperativa, viu crescer em quase 50% de sua carteira de crédito para micro e pequenas empresas, no último ano. O saldo de R$ 31,3 bilhões, em julho de 2020, chegou a R$ 45,9 bilhões, em julho deste ano. Mesmo com o aumento, a inadimplência caiu um ponto percentual, chegando a apenas 1,8%.

“Os cooperados do Sicoob estão nos ‘interiores’ do Brasil, em localidades muito remotas e amplamente afetadas pela pandemia do coronavírus”, diz Francisco Reposse Júnior, diretor comercial e de canais da instituição.

O Pronampe, segundo ele, foi a linha de destaque neste período. No ano passado, foram liberados R$ 2,6 bilhões nesta modalidade, com 51 mil empresas atendidas. Já em 2021, o Sicoob ocupa a quarta posição entre as instituições que mais liberaram crédito via Pronampe, sendo a 2ª colocada entre as instituições privadas, superando a marca de R$ 1,6 bilhão e mais de 25 mil cooperados atendidos. “Nossa expectativa é estarmos presentes nas demais rodadas que o governo vier a liberar”, afirma Reposse.

Segundo o Sebrae, o Sicoob é a instituição financeira que mais possibilitou crédito a pequenos negócios na pandemia, com uma taxa de sucesso de 52%. “Este é o reflexo de nossa atuação. Ao oferecermos um crédito mais justo e sustentável, demonstramos que estamos de fato ao lado dos nossos cooperados nesses momentos de dificuldade”, finaliza o executivo.

A instituição financeira cooperativa tem mais de 5,2 milhões de cooperados e está presente em todos os estados brasileiros e no Distrito Federal. Oferece serviços de conta corrente, crédito, investimento, cartões, previdência, consórcio, seguros, cobrança bancária entre outros.

(Com assessoria)