Startup democratiza o acesso a cibersegurança-crédito: Freepik

Crédito: Freepik

A startup de cibersegurança Unxpose, que tem como missão democratizar e simplificar o acesso à proteção digital principalmente para startups e PMEs, lançou um produto gratuito que permite a visualização do nível de exposição a um ataque cibernético.

Com um cadastro simples e rápido, as empresas têm acesso ao seu score (nota) de exposição, que considera  o número de falhas encontradas, o estágio de gravidade e a probabilidade de serem exploradas em dias atuais. Além disso, possibilita o acesso a contas corporativas encontradas em vazamentos.

Com monitoramento 24X7X365, a solução busca possíveis brechas de segurança em sites, aplicativos e na cloud utilizados pelos clientes. Cada vulnerabilidade encontrada é priorizada de forma automatizada, por nível de risco, e a solução traz um tutorial sobre como corrigir falhas, tudo em ambiente SaaS. A assinatura mensal do serviço custa R$799.

“Muitas empresas têm a ilusão da proteção por obscuridade, ou seja, o fato de serem pequenas ou desconhecidas torna-se suficiente para não serem alvos de hackers. Os ataques raramente são direcionados, funcionam mais como uma linha de pesca com rede de arrastão. Assim, pequenas e médias empresas que não possuem um time especializado e dedicado na segurança dos dados e informações e um serviço automatizado para essa proteção, acabam sendo presas fáceis”, afirma Josemando Sobral, CEO  e fundador da Unxpose.

Para fazer o teste e receber a nota de exposição a ataques de cibersegurança, as startups podem acessar o site da Unxpose e realizar um breve cadastro com as informações da empresa,  como o e-mail corporativo e o número de funcionários da companhia. Em seguida, o gestor responsável  receberá um link para ter acesso ao relatório completo que contará com uma nota de exposição geral, além de notas individuais para três áreas distintas: vulnerabilidades de domínio (DNS), vulnerabilidades de site (Web) e exposição de pessoas (People).

“Nós estamos constantemente calibrando o nosso algoritmo para que a nota seja um retrato preciso com a realidade da exposição da marca em questão a ser monitorada. A nossa missão é ajudar e auxiliar os empreendedores e gestores de diversas startups brasileiras , a entenderem e perceberem se eles têm risco em potencial, chamar a atenção para o problema e conseguir resolver essas falhas de forma preventiva”, comenta Sobral.

Vale destacar que toda a análise de segurança realizada pela Unxpose, inclusive no relatório gratuito, não utiliza informações privadas e sim por meio do monitoramento de falhas de segurança em informações visíveis e que estão disponíveis na Internet. “Tudo o que fazemos é de fora para dentro, analisamos as vulnerabilidades que um atacante poderia enxergar em um ambiente público qualquer. Uma área de login e senha que não tenha um sistema anti-spam, como o Captcha, por exemplo, pode ser uma porta de entrada para um ataque de força bruta e é algo que conseguimos analisar com o nosso produto”, pontua.

(Com assessoria)