CVM reitera regras em oferta de valores mobiliários no varejo

A CVM identificou que determinados intermediários vêm ofertando operações estruturadas a seus clientes de varejo em que as contrapartes dos clientes são fundos de investimento administrados ou geridos pelos próprios intermediários, outras pessoas a eles vinculadas ou a carteira própria da instituição.