Crédito: Freepik

O Comitê de Política Monetária do Banco Central (Copom) se reunirá amanhã, dia 15, para decidir sobre a Selic. A previsão é que a taxa aumente 0,75%, chegando a 4,25% ao ano, conforme Everton Pinheiro de Souza Gonçalves, superintendente da assessoria econômica da ABBC- Associação Brasileira de Bancos.

“A expectativa é que o Copom mantenha o processo de normalização da política monetária com a Selic encerrando o ano em 6,0%, ou seja, esperamos mais duas elevações de 0,75 p.p. nas próximas reuniões e outras duas de 0,50 p.p. antes do encerramento do ano”, explica Gonçalves.

Sobre o IPCA, prevalecem as preocupações em relação ao cenário inflacionário. “Em comparação com a última reunião do Copom, as expectativas de inflação elevaram-se ainda mais no Boletim Focus, mantendo-se acima do centro da meta para 2022. Diante desse cenário, projetamos uma inflação, medida pelo IPCA, de 5,8% em 2021, acima do teto de 5,25%. Já para 2022, a expectativa é de que o IPCA encerre em 3,7%”, destaca Gonçalves.