Trybe anuncia aporte de R$ 145 milhões-Crédito-Freepik

Crédito: Freepik

A escola de tecnologia Trybe finaliza rodada de captação série B no valor de valor de R$ 145 milhões. O investimento foi liderado por Base Partners e Untitled e contou com a participação de XP Inc., Global Founders Capital, Endeavor Scale Up VenturesVerde, Luxor, Hans Tung, managing partner da GGV, entre outros. Com o aporte a edtech passa a ser avaliada em R$ 1,3 bilhão.

“Nos sentimos honrados pela confiança. Sobretudo, cientes da responsabilidade que temos com as nossas pessoas estudantes, investidores e todo o time para estarmos à frente de nossa missão: gerar oportunidade na vida das pessoas”, diz Matheus Goyas, cofundador e CEO da Trybe.

Os recursos serão direcionados para as áreas de educação, tecnologia, produto e dados da empresa, que planeja reproduzir seu curso em Desenvolvimento Web para outras formações: Dados, Mobile e Cibersegurança.

A expectativa da edtech é fechar 2021 com 3 mil  estudantes, atualmente são cerca de 2,2 mil alunos. A empresa estima que 94% dos formados pela escola trabalham na área de tecnologia.

A formação dos cursos é desenhada com a ajuda de um programa de empresas parceiras, hoje formado por mais de 130 nomes, entre eles CI&T, Ford, Localiza, Méliuz ThoughtWorks e XP. Gratuita, a iniciativa visa conectar organizações — de startups a multinacionais — que carecem de talentos na área de desenvolvimento web às pessoas estudantes da Trybe.

Em abril deste ano, a edtech anunciou a captação de um Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC). Em maio, recebeu autorização do Banco Central para lançar a sua própria fintech, uma Sociedade de Crédito Direto (SCD) dentro do grupo Trybe.

Em junho, o Grupo Trybe anunciou a aquisição da Jungle Devs, desenvolvedora de software que trabalha majoritariamente com clientes internacionais (75% de seus projetos são feitos para empresas de fora do Brasil). Em julho fechou uma parceria com a XP Inc. para formar 300 pessoas em uma turma exclusiva para capacitar profissionais para o time de tecnologia da empresa de investimentos.

Recentemente, o iFood anunciou uma ajuda de custo para pessoas estudantes em situação de vulnerabilidade socioeconômica da turma 19 da Trybe.

(Com assessoria)