Gráfico de movimento de ações em bolsa de valores - Crédito: Freepik

Crédito: Freepik

A partir desta segunda-feira, 4, o investidor pessoa física que quiser investir na XP Inc. no mercado local terá ao seu alcance os BDRs da companhia negociados na B3 — como são chamados os certificados que representam ações de empresas listadas no exterior.

Cerca de 90 milhões de certificados da empresa poderão passar a ser negociados, o que deve fazer com que o BDR da XP esteja entre os mais negociados na bolsa. Pelo atual valor das ações da empresa, esses 90 milhões de BDRs representam mais de R$ 20 bilhões.

Em seu pregão de estreia, os BDRs operavam com valorização de 2,48%, por volta das 11h, cotados a R$ 230,56.

“Possibilitar ao investidor pessoa física brasileiro investir na XP é um sonho antigo que se torna realidade. Agora, é hora de acelerar ainda mais, sempre focando no que é melhor para os nossos clientes, investidores e sociedade como um todo”, destaca o CEO da XP Inc., Thiago Maffra.

A XP abriu capital na bolsa norte-americana Nasdaq em dezembro de 2019. Desde então a ação da empresa subiu mais de 100% em real, de R$ 111 para R$ 226, e teve valorização de 55,5% em dólar, de US$ 27 para US$ 42, de acordo com o fechamento do último pregão (01/10). Com mais de R$ 125 bilhões em valor de mercado, a instituição já supera algumas instituições tradicionais do setor financeiro.

“A perspectiva de liquidez para os BDRs da XP é positiva, pois herdamos uma base acionária relevante de 500 mil investidores do Itaú. São centenas de milhares de pessoas físicas, fundos globais, entre outros agentes de mercado, que receberão os BDRs”, explica Bruno Constantino, CFO da XP.

 

(com assessoria)