Crédito: Freepik

A XP Inc. divulgou nesta sexta-feira, 16, uma prévia do balanço do segundo trimestre deste ano. A corretora destaca que o total de ativos sob custódia, AUC, na sigla em inglês, atingiu R$ 817 bilhões, um crescimento de 88% em relação aos últimos 12 meses e de 14% se comparado ao trimestre anterior.

Segundo a XP, esse crescimento foi impulsionado por R$ 298 bilhões de arrecadação líquida e R$ 83 bilhões de valorização do mercado.

A corretora ressalta também os resultados da carteira de crédito, que atingiu R$ 6,8 bilhões em 30 de junho, um aumento de 43% em relação ao trimestre anterior. A XP informou, em nota, que a carteira de crédito tem duração média de 3,5 anos, com a inadimplência de 90 dias zerada.

O número de clientes ativos registrou alta de 33% em um ano, passando de 2,36 milhões em junho de 2020 para 3,14 milhões no fim do mês passado. Em comparação ao primeiro trimestre deste ano, a alta é de 5%. A XP justificou a desaceleração na comparação mensal em função da ativação mais lenta da corretora Clear, seguindo uma redução nos volumes de negociação, sobretudo nos mercados futuros.

Cartão de crédito

O segundo trimestre de 2021 foi o primeiro período completo do cartão de crédito da XP desde o seu lançamento e gerou uma movimentação de R$ 2,1 bilhões em valor total de compra, TPV, na sigla em inglês. Um crescimento de 316%, trimestre a trimestre, segundo a corretora.

Em todas os canais e marcas do grupo, as entradas líquidas de recursos aumentaram 9% em comparação ao primeiro trimestre deste ano, e 159% em relação aos 12 meses anteriores, atingindo R$ 75 bilhões no segundo trimestre.

O balanço completo do segundo trimestre de 2021 da XP Inc. será divulgado no dia 3 de agosto, após o fechamento do mercado.

(Com assessoria de imprensa)